Business

Por que tempos melhores (e grandes aumentos) não curaram a ressaca da inflação

Cerca de 64 por cento dos habitantes da Pensilvânia respondendo a uma enquete da Quinnipiac no início de Janeiro descreveram a sua situação financeira como excelente ou boa; 24 por cento caracterizaram-no como “não tão bom” e apenas 9 por cento consideraram-no pobre. Mas na mesma pesquisa, apenas 33% dos habitantes da Pensilvânia descreveram “o estado da economia do país” como excelente ou bom.

A frustração vocal com a gasolina e a alimentação mais caras, com os proprietários que aumentam os aluguéis e com as seguradoras que aumentam os prêmios ainda anima conversas triviais entre amigos. Os preços das casas dispararam, uma bênção para os proprietários, mas uma maldição para aqueles que procuram juntar-se a eles. Os custos com cuidados infantis e com idosos, que aumentavam antes da pandemia, continuam a aumentar. (E além de necessidades como seguro automóvel, há aborrecimento com o saco de batatas fritas de US$ 4 no caixa ou um litro de cerveja de US$ 10 que costumava custar US$ 7.)

O mais popular medida do sentimento do consumidor nacional, monitorado pela Universidade de Michigan desde 1978, atingiu seu nível mais alto desde julho de 2021, antes de o pior da inflação chegar. Mas o sentimento não se recuperou totalmente. Permanece suspenso a meio caminho entre o seu mínimo histórico em Junho de 2022 – quando a inflação atingiu os 9% – e o seu pico no século XXI, por volta da véspera de Ano Novo de 2019.

“Tentar ser feliz é difícil”, disse Lindsay Danella, natural de Altoona, Pensilvânia.

Aos 39 anos, ela recentemente deixou um emprego que ganhava mais de US$ 70 mil como gerente geral em um hotel onde, segundo ela, os executivos lidaram com a falta de pessoal durante e após a pandemia, pedindo a gerentes como ela que fizessem mais de tudo sem oferecer mais flexibilidade ou remuneração.

Agora, como garçonete na Levity Brewing, no centro de Altoona, ela ganha o salário mínimo legal para trabalhadores que recebem gorjetas no estado, cerca de US$ 3, mas diz que encontrou maneiras de “amar isso”, apesar dessa base baixa. Os negócios vão bem, então as gorjetas são abundantes nos finais de semana. E a choperia, inaugurada em 2022 num espaço remodelado com janelas do chão ao teto, faz parte de um bairro que se revitaliza desde 2021.

Source link

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button